quinta-feira, 11 de julho de 2013

• Say no to Love - Capítulo 7 - No acampamento




Chris: Porque você o odeia tanto?
Mel: Vamos mudar de assunto, não quero mais falar sobre esse garoto.
Chris: Eu só preciso entender Mel, pra poder te ajudar.
Mel: Ninguém pode me ajudar- disse passando minha mão carinhosamente sobre seus braços que me envolvia- não esquenta eu vou ficar bem.
Chris: Eu me importo com você.
Mel: Eu sei, não se preocupe estou ótima.


Fiquei ali abraçada com o Christian em silencio, até o fim do intervalo e era tudo o que eu mais precisava pra voltar a meu estado natural. Ele não insistiu mais, pois ele sabia que eu não iria falar nada sobre esse assunto.


JustinON


Estava procurando o Christian pelo colégio quando o avistei de longe no jardim próximo a uma árvore abraçado com uma garota, hmmmmm garanhão, me aproximei pra saber quem era a gostosa que ele tava pegando, mas percebi que ele não estava pegando ninguém, era apenas a Mellanie, ou será que eles estavam se pegando? Christian tem mal gosto hein, pqp aquela garota é muito irritante. Estava disposto a ir lá descobri, mas quando Christian me viu se aproximar mexeu os lábios querendo me dizer alguma coisa, sem emitir som algum para que Mellanie não me notasse ali, não sou especialista em leitura labial mas pelo o que deu pra entender ele quis dizer ‘’Vaza, ela ta mal’’ ou poderia ser ‘’Vaza, seu marginal’’ porém eu acho que a primeira opção é mais valida.


Resolvi então não interromper, nada bobo esse Christian né, deve estar se aproveitando que a garota está mal para tirar uma lasquinha, isso é tão errado. Se bem que por outro lado, eu faria o mesmo ou até pior. Mas afinal de contas por que diabos ela está mal? Não que isso seja da minha conta, mas algo me diz que ela está ‘’mal’’só por causa do ocorrido agora de manhã, mas que garota dramática.



 [...]



Depois do colégio, trabalhei o dia inteiro no estúdio, com Scooter e Usher, estávamos resolvendo tudo sobre o meu nome single heartbreaker, Usher como sempre me deu conselhos ótimos que com certeza eu vou aproveitar. Estou tão empolgado com essa nova música, aposto que irá surpreender  a todos e estou doido para que meus fãs as ouça.


Cheguei em casa dei um beijasso na senhora Pattie, e fui arrumar minhas coisas pra viagem de amanhã, porém minhas malas já estavam todas arrumadas, o que seria de mim sem minha mãe, o que? Eu mesmo respondo, eu não séria nada!


Pattie: Mais alguns dias sem meu bebê – disse enquanto entrava no meu quarto-
Justin: Bebê mãe? Eu tenho 20 anos.
Pattie: E parece que foi ontem que eu te segurei nos meu braços pela primeira vez, tão pequeninho que cabia na palma da mão  e..
Justin:Vamos parar por aqui né mãe? –a interrompi- Se não jaja a senhora começa a chorar igual da outra vez... ou melhor das outras vezes.
Pattie: Seu insensível ,você fala assim porque você não é mãe.
Justin: Nem vou ser, no maximo pai e isso vai demorar bastante pra acontecer minha rainha.
Pattie: Se continuar desse jeito, não vai demorar tanto assim – me encarou seria-
Justin:Do que está falando?
Pattie:Você acha mesmo que eu não vi a garota indo embora daqui de casa ontem de manhãzinha Justin?
Justin: Viu? Droga! fizemos o maximo de silencio possível pra nada.
Pattie:JUSTIN!!!
Justin: Qual é mãe, isso é normal na minha idade.
Pattie:Não isso não é normal, essa deve ser a terceira garota que você trás pra cá só esse mês.
Justin: quarta!
Pattie: -me olhou incrédula e notavelmente brava-
Justin:  Brincadeira mãe, é a terceira.
Pattie:Terceira ou quarta dá no mesmo.
Justin:- revirei os olhos- Ah senhora tem certeza que vai querer conversar sobre isso!?
Pattie: Eu me preocupo com você meu filho, só espero que você pelo menos esteja sendo consciente e  esteja fazendo as coisas direi...
Justin:Sim Pattie, eu estou usando camisinha!
Pattie: Justin!! – me fuzilou com os olhos-
Justin: Uai, não era isso que a senhora queria saber?
Pattie: Você não tem jeito mesmo – riu e me deu um tapa-



Depois de mais um pouco de sermão, minha mãe colocou mais algumas peças de roupas minha na mala, enquanto insistia pra mim comer algo antes do dormir, porém já tinha comido algumas besteiras no estúdio e não estava com fome, cansada de insistir ela apenas me deu um beijo na bochecha de boa noite.

Justin:Mãe?
Pattie: O que? – disse parada na porta antes de sair-
Justin: Ela foi a quarta mesmo!


Ela então riu, fez um sinal de negação com a cabeça dizendo ‘’ vou nem te falar nada Justin’’ e depois se retirou fechando a porta.


[...]



VocêON



Agora são 7h da manhã, daqui a 1h eu vou estar vivendo o inferno, e acredite não é exagero, pra mim é mais ou menos isso.  Ontem quando contei pros meus pais que iria pra esse bendito acampamento, torci de dedinhos cruzados pra que eles dissessem não, conversassem com o diretor sei lá, fizesse qualquer coisa pra me impedir de ir, porém pelo ao contrario eles apoiaram, disse que é sempre bom ajudar, ainda mais essas crianças que com certeza merecem um pouco de felicidade na vida. Essa é a parte boa da historia, as crianças, vou tentar me focar mais nelas.

Terminei de me arrumar, coloquei uma roupa muito parecida com essa a diferença é que o shorts era preto também.



Sim, estava praticamente toda de preto, problem?  e pra ajudar coloquei um óculos escuro. Enfim, fiquei pensando eu nunca disse pro Justin onde era o meu apartamento, Que Deus ajude pra que ele não saiba onde fica e nem descubra assim não preciso ir. OhOh uh! Tarde demais, o interfone tocou e bem, provavelmente era ele pois segundo o porteiro ‘’aquele astro teen está aqui procurando a senhorita, posso mandar subir?’’ foi exatamente o que o porteiro disse, que outro astro teen me procuraria né!?  Então eu respondi ‘’eu tenho outra escolha?’’ ele ficou calado na linha sem entender, depois eu finalmente disse que o Justin podia subir, e em poucos segundos alguém bateu na porta.


Justin: Bom dia –sorriu- então está pronta para...
Mel: Toma – disse jogando minhas malas em cima dele sem deixar que terminasse sua frase-  pera que tem mais.


Peguei o resto das malas e joguei em cima dele novamente, depois tranquei a porta do apartamento.


Justin: Mellanie por favor né, você não vai me fazer levar todas essas malas sozinho.
Mel: Ah verdade que indelicadeza a minha, pode deixar que essa daqui eu levo.


Peguei apenas uma pequena maleta na qual eu carregava acessório. Fui andando alguns metros depois parei e me virei pra trás vendo ele todo desajeitado carregar aquelas malas que confesso estavam bem pesadas, voltei até lá e coloquei a pequena maleta que eu havia pegado em cima das outras que ele carregava!


Mel: Que saber to cansada leva essa também- falei e continue andando, depois parei novamente- E idiota, o elevador daqui ta meio com problema, não sei se te avisaram na portaria mas ele anda quebrando. Ouvi dizer que você não curte muito ficar preso em elevadores então, lhe aconselho a descer de escadas


Ouvi ele resmungar alguma coisa do tipo ‘’porra essa garota me paga’’ continue andando rindo com aquilo


 

JustinON


Cheguei na portaria carregando aquelas malas pesadas, pqp nunca pensei que as escadas desse lugar fossem tão grandes.


Justin: Kenny, me ajuda aqui – gritei, e Kenny foi me ajudar com as malas-


Vi uma cabeça surgindo por entre aquela pequena porta que se há no ‘’telhado’’ da limusine, Mellanie colocou metade do corpo pra fora por aquela abertura, e depois disse.

Mel:  Você é um homem ou um traveco? Puta que pariu mais que fraco!


Depois vi a mesma voltar pra dentro da limusine.

Kenny: Marrentinha essa garota em Justin!
Justin: E como! – disse enquanto terminávamos de colocar as malas no porta-malas-
Kenny:  Você vai comigo no banco da frente?
Justin: Não não, vou atrás com a fera.
Kenny:  Boa sorte!
Justin: Vou precisar.



Fechei o porta-malas e entrei na limusine, Kenny fez o mesmo, só que entrando no banco do motorista e logo tocando a mesma. Me sentei no banco de frente para Mellanie que estava deitada no mesmo, super a vontade né!


Justin: Aposto que o elevador não estava quebrando coisa nenhuma.
Mel: Acertou – disse debochada-
Justin:Por quê você fez isso?
Mel: Porque sim !
Justin: Mas que antipática você é
Mel: Obrigada –disse simples- olha garoto não porque a gente ta indo pra esse acampamento que te dou o direito de falar comigo, que isso fique claro.
Justin: Se você não quisesse falar comigo, era só não responder simples assim, mas você responde tudo o que eu pergunto.
Mel: Ok, vou parar de responder.
Justin:OK!
Silêncio
Justin: Mellanie??
Mel:
Justin: Mellanie por quê você está toda de preto, ta indo pra algum enterro?
Mel: Vou pro seu enterro agora mesmo se você não calar a boca e parar de falar comigo.
Justin: Só estou tentando deixar o clima mais amigável.
Mel: Pois não tente.



Foi isso o caminho inteiro, assim, trocando provocações, patadas etc. Só faltávamos sair nos faites, apesar dela ter me dado uns socos ali dentro  varias vezes.


VocêON

Graças a Deus chegamos, se eu ficasse mais alguns minutos ali dentro com aquele garoto iria sair morte juro, desci do carro e Justin desceu logo atrás. Era um lugar diferente do que eu imaginei que fosse, todo gramado com gramas bem verdinhas, varias barraquinhas como esta



Armadas por toda parte, não muito longe se avistava um casa que provavelmente deve ser onde as crianças tomavam banho e almoçavam. Atrás da casa tinha varias árvores, não sei ao certo o que tem lá, mas deve ser uma floresta ou algo do tipo porque me parece ser bem escuro por lá.

Logo que notaram nossa presença, varias crianças correram gritando ‘’Justin’’ em nossa direção, quando eu digo varias, SÃO VARIAS MESMO, tipo muitas. Me escondi atrás do Justin


Justin: O que foi?
Mel:: Não pensei que fossem tantas crianças.
Justin: Sai de trás de mim Mellanie, elas não vão te morder.-riu- Eu acho.


Sai de atrás dele cautelosamente, ficando ao seu lado, Justin se agachou ficando do tamanho daqueles crianças então ele disse


Justin: Vocês sabem quem eu sou?
Crianças: Simmmm – elas responderam em um coro-
Justin: Então vocês gostam da minha musica?
XxxX: Eu gosto daquela assim ôô ‘’baby, baby, baby oooh ‘’ – disse uma menininha-
Justin: Ah sim, eu também adoro essa meu anjinho.
XxxX: Eu gosto de boyfriend – disse um meninho, que deveria ter no maximo 4 anos- aquele carro que você dirige no vídeo é muito legal, papai disse que quando eu crescer eu posso comprar um daqueles, mas eu não sei não, deve ser muito caro.  Você acha que um dia eu vou poder comprar um daquele?
Justin: Claro, você pode tudo irmãozinho, é só acreditar.
XxxX: Justin, Justin –uma meninha muito linda, com poucos cabelos, gritava por atenção-
Justin:  O que foi princesa? – disse pegando-a  no colo-
XxxX: Essa menina do seu lado não sabe falar não? – se referiu a mim-
Justin: -gargalhou- ela sabe sim meu anjinho.
XxxX: Ah, ela é tão bonita.
Justin: Ela linda, assim como você.
XxxX: E ela é sua namorada?
Justin:Sim, ela é –riu-

O fuzilei com os olhos, vou matar esse garoto.


Mel: Mentira princesinha, Justin só está brincando, somos amigos.


Justin colocou a pequena no chão, a menininha segurou minha mão e disse que queria me mostrar o lugar, logo varias crianças foram puxando o Justin também, que cochichou no meu ouvido.



Justin: Então somos amigos? –deu uma piscadinha-
Mel: Estamos bem bem bem longe de sermos amigos queridinho.

Kenny foi embora depois de deixar nossas malas na onde iríamos dormir. Continuei seguindo a menininha, na verdade ela me puxava eufórica para me mostrar cada canto daquele lugar. E foi basicamente isso que ela fez, me mostrou cada detalhe por mínimo que seja daquele acampamento, enquanto isso ela me contava um pouquinho sobre sua vida, sabem como é criança né!? Parece papagaio, conta até o que não deve. E eu ficava a observando, tão linda, ela não tinha muitos cabelos sabem? Então deduzi que ela tinha câncer ou algo assim, mas nem por isso ela deixava de ser linda, pele branquinha e olhos claros, e estava sempre sorrindo. Um perfeito anjinho, anjinho Jessie, esse era seu nome.
Paramos em frente a uma das barracas, ela queria me mostrar algo


Jessie: Aqui é onde eu durmo – disse enquanto entrava na barraca- vem tia mel, pode entrar.


Entrei na mesma e pqp essas barracas são confortáveis. Jessie então me mostrou algumas de suas bonecas que se encontravam ali.  Depois de me mostrar uma por uma, ela me disse.


Jessie: Sabe, quando eu crescer quero ser igual você.
Mel: E por quê você quer ser igual a mim? Conta pra tia mel –disse a colocando sentada em meu colo
Jessie Você é tão bonita.
Mel: Awn minha princesinha, mas você é linda também.
Jessie: Quando eu tinha meu cabelo eu era a mais linda, dai ele caiu, eu não gosto muito assim.



Aquilo me tocou cara, vocês não fazem ideia do quanto. Eu senti um angustia aqui dentro, não dá pra explicar o que eu senti, mas eu queria chorar, porém segurei o máximo eu não poderia chorar agora em frente aquela garotinha.



Mel: Jessie, olha aqui pra mim– disse virando seu rostinho em minha direção- você acredita em mim?
Jessie aham – balançou a cabeça confirmando-
Mel:  Você é linda do jeitinho que você é, com cabelo ou sem cabelo, nunca pense ao contrario.
JessieVocê acha? 
Mel:  Eu tenho certeza meu amor, e olha tem mais, pra mim você é a menina mais linda desse acampamento.



Ela sorriu de novo, um sorriso tão verdadeiro tão puro. E eu me senti tão bem por saber que tinha causado aquele sorriso nela, melhor sensação do mundo. Depois ela saiu correndo de lá e eu fui atrás dela, não correndo mais eu fui atrás. Ela parou em frente ao Justin que estava sentado em um banco cheio de crianças em volta


Jessie: Justin, Justin!
Justin: Pode falar linda.
Jessie: Ah tia mel disse que eu sou a menina mais linda desse acampamento.
Justin: Ela disse? –ele me encarou e sorriu-
Jessie: Sim
Justin: Sabe de uma coisa? Ela tem toda razão. – deu um beijo em sua bochecha-


Sabe o Justin pode ser tudo, um mimado, um arrogante, um estúpido, um hipócrita, pegador, esnobe, mas com as crianças ele é um amor, ele as trata tão bem, da carinho, atenção, eu realmente não conhecia esse lado dele me impressionou, pelo menos uma qualidade em meio a tantos defeitos.
Ele se levantou deixando Jessie brincando com as outras crianças, e veio até mim


Justin: Tô vendo que está se dando bem com elas, fico feliz.
Mel:  É estou.
Justin: Poderia tentar se dar bem comigo também, eu sou tão fofo quanto elas!
Mel:  sóqn né Justin
Justin:Só que sim, além de fofo eu sou uma delicia olha só pra mim – deu uma voltinha- ui por falar em delicia


Justin desviou o olhar de mim olhando por entre meus ombros, então me virei pra ver pra onde ele encarava.  Ali naquela acampamento tinha vários jovens, adultos, varias pessoas ajudando a olhar daquelas crianças. Justin encarava uma jovem semi-nua, serio cara, ela estava com um mini shorts parecia mais uma calcinha, e sua blusa com um decote absurdo, como ela vai com essa roupa a um acampamento de crianças?  Corpo ela tinha isso eu não posso negar, mas pra que se expor desse jeito cara? Pra que?


Justin: Acho que essa acampamento está ficando bom demais sô – disse ainda fixando seu olhar na garota-


Bufei, o que mais se esperar dele né? Ele é um safado, e com aquela garota se expondo daquele jeito, se ele não olhasse eu podia o chamar de gay.



Mel: Oh queridinho você veio aqui por causa das crianças ou pra pegar mulher?
Justin: Eu vim aqui por causa das crianças.
Mel: E então
Justin: Mas acho que dá pra fazer ou os dois.


              ----------------------------------------------------------

Capitulo bem big esse hein!
Poxa gente, vocês nem tão comentando, me diz se da gosto de postar assim? Qual é o problema, eu não escrevo bem, esse fanfic ta chata, diz ae porque desanima desse jeito. No capitulo anterior quase não teve comentários ): Espero que nesse tenha se não, eu nem posto mais né ):
Enfim obrigada aquelas que sempre comentam!
beijos


Quem ainda não viu o trailer dessa fanfic clique aqui 




QUEREM SER AVISADAS ASSIM QUE POSTAR NOVOS CAPITULOS? clique AQUI e deixe seu twitter.

13 comentários:

  1. Justin safado ,... só acho que se ele der uns pega nessa vagaba , tem que ter um garoto lindo pra dar em cima da Mel .. Continua logo por favor ..

    ResponderExcluir
  2. to amando, ta bem criativa a IB, continua flor :) @SwagDo_justin

    ResponderExcluir
  3. Ai que raiva desse Justin, muito safado
    Ta Perfeito *-*
    Continua. Beijoos

    ResponderExcluir
  4. simplesmente estou amandooo posta logo please ><

    ResponderExcluir
  5. ai meu deus q perfeito continua logo

    ResponderExcluir
  6. vou te matar vc me deixou curiosa aq e o justin é um galinha kkkk continuaa.

    ResponderExcluir
  7. continuaa por favor to amandoo

    ResponderExcluir
  8. Aiiiiii, que capítulo mega perfeito! Eu estou amando sua IB! Cada vez mais! Eu não canso de lhe dizer isso, mas você escreve muito bem. Estou apaixonada pela sua IB. Ela é simplesmente demais. Eu rio, choro, são tantas as emoções que ela transmite. Continua quando puder. Beijos. @biezreason

    ResponderExcluir
  9. continua xuli !
    #arih

    ResponderExcluir
  10. TARADO/SAFADO VAI DORMIR NA CASINHA DO CACHORRO hauhsuahusah continuaaaaa

    ResponderExcluir
  11. Acho q o justin deveria ser mais parar de tão safado u.u

    ResponderExcluir
  12. Você escreve muito bem, sua fanfic é a melhor de todas, de todas q eu ja li(nao foram poucas) essa foi a melhor, tambem acompanhei ibfy fiquei triste por vc ter acabado de escrever ela, eu vinha aqui todos os dias pra ver se ja tinha o cap 39, espero que vc continue! parabens por escrever tao bem e por este talento incrivel que vc tem de escrever coisas assim, eu adoro aqui, me sinto muito bem, obrigada por escrever e por me deixar tao feliz lendo sua fanfic, continue, nao pare nunca, e nao ligue pro que os outros falam!

    ResponderExcluir
  13. Parabens por escrever tao bem e por este talento incrivel que vc tem de escrever coisas assim,e por me deixar tao feliz lendo sua fanfic, continue, nao pare nunca, e nao ligue pro que os outros falam!

    cute
    by: Camila Belieber
    @FCjdbfort2

    ResponderExcluir